Qlikview

4 minutos Este texto é voltado para consultorias de BI, vamos falar sobre o assunto que mais causa stress a todos: gerentes, desenvolvedores, clientes, comercial – vamos falar sobre o PECF ou Promessa, Expectativa, Cronograma, e Frustração. Promessa Este é o primeiro passo que define o sucesso ou o fracasso do projeto, geralmente aqui tudo é bonito e perfeito, ninguém fala dos cuidados com as pedras que podem existir no caminho, eu falei “podem” para amenizar um pouco, lembre de todos os projetos que já Continue lendo

4 minutos     Análise Descritiva A análise descritiva é o uso de dados históricos para entender como o processo está se comportando e se os resultados estão superando metas e indicadores pré-estabelecidos. Quando iniciamos um projeto de business intelligence onde projetamos dashboards e disponibilizamos para consumo de diversas áreas estamos na verdade neste primeiro ponto de maturidade corporativa que é a análise descritiva, simplificando vamos saber tudo que aconteceu e conseguir responder a perguntas do tipo: Quando aconteceu? Onde aconteceu? Quanto foi o Continue lendo

3 minutos   Governança de Dados é a gestão de políticas, processos, pessoas e tecnologias, que visa estruturar e administrar os ativos de informação, com o objetivo de suportar a tomada de decisão, aprimorar a eficiência operacional e promover a rentabilidade do negócio, ou seja, pense agora, quem na sua empresa possui a gestão de toda a informação que seus sistemas geram a cada minuto? Se você responder que é o DBA ou a área de TI ou até o Diretor financeiro, sua empresa Continue lendo

3 minutos     As questões de design tem um impacto direto na adoção do painel pelos usuários. Velocidade, Contraste, Cores, Ícones, todas estas coisas podem impactar no documento QlikView e no projeto como um todo. Se o objetivo de um dashboard é ser utilizado pelas pessoas e com ele ter possibilidade de melhorar as decisões o design se torna um elemento essencial para o sucesso do projeto de BI como um todo. Os princípios de um bom design de interface não são dificeis Continue lendo

2 minutos O Gráfico de dispersão é utilizado para identificar causas e efeitos de determinadas variáveis relacionadas, onde é possível verificar uma possível relação entre as causas em uma determinada intensidade. Veja os exemplos a baixo: Situações de uso do gráfico de dispersão Verificar o que acontece quando se altera um dos eixos. Possível relação de causa e efeito. Intensidade de Relacionamento entre os dois eixos. Cenário possível: “Precisamos entender a relação entre a Altura e o Peso de um determinado grupo de Ursos Continue lendo